Start up! Artes Gráficas

Trabalhos feitos por profissionais com + de 10 anos de experiência em artes gráficas!

Principais sites de Notícia do Brasil

Rio Grande do Sul e Vale do Taquari (Lajeado e região)

Canva

O software online que veio para ficar!

Cores

Curiosidades sobre cores

Design Freelancer

Quais as etapas da venda de um projeto

Monitores

Qual o melhor monitor para designer gráfico?

E quando não existia Photoshop?

Veja como eram editadas as fotos

Designer x Arte finalista

Diferença entre Arte finalista e Designer

sexta-feira, 22 de julho de 2016

Pokémon Go?


Vivemos em um mundo onde abandonam animais de verdade e buscam animais de mentira.

(Arte-final: Start up! Artes Gráficas 3D. Frase: Pet's Perdido/Achados - Vale do Taquari)

E você, o que acha?

Creative Cloud atualiza e Adobe usa projeto de Brasileiro como tema da nova edição do photoshop


A Adobe no dia 20 de junho de 2016, lançou outras atualizações para alguns aplicativos da suíte Creative Cloud. Confira agora algumas que você vai adorar.
Mais, antes de ver as atualizações, vamos direcionar os holofotes para o que ocorreu na de first screen (tela de abertura) que foi o projeto  Impossible Sea do artista digital  Jack Usephot. 4 anos de Design Gráfico e começou a estudar Creative Retouching 2 anos atrás.

PARABÉNS JACK! Sucesso rapaz!
Voltando os holofotes, vamos ver as atualizações.
TRABALHE AINDA MAIS RÁPIDO COM O ADOBE STOCK
Novo recurso: acesse uma coleção profissionalmente mantida de imagens Premium de alguns dos principais profissionais de criação do mundo, tudo isso diretamente dos seus aplicativos.
Agora você pode ir fazendo o JOB, e enquanto o cliente não aprova a imagem, vetor ou vídeo, você terá uma prévia dos arquivos, visite o site do Adobe Stock ou entre pela galeria dos aplicativos da suíte e escolha o sua prévia para seu projeto, seja gráficos vetoriais, imagens e vídeos, depois do JOB aprovado e garantido, com  a licença de uso você poderá substituí-las pelas versões em alta resolução.
Video Player
“O Adobe Stock disponibiliza milhões de imagens, gráficos e vídeos diretamente do Photoshop, do Illustrator e de todos os seus aplicativos favoritos, para você passar mais tempo desenvolvendo do que pesquisando. Encontre o ativo certo imediatamente e crie algo incrível. ”
 Adobe Photoshop
O nosso queridinho, também passou por algumas “reformas”, que particularmente adorei. Vamos dar uma olhadinha!
Dissolver ou Liquify
O aperfeiçoamento desta ferramenta possibilita o seu manuseio com sensibilidade ao rosto!  Para quem ainda não sabe essa ferramenta serve para muitas coisas como por exemplo; Emagrecimento, engordar ou até mesmo fazer uma caricatura, etc. Ainda pode-se fazer todo esse processo manualmente, a diferença foi este recurso para que o usuário ganhe tempo na hora da produção.
O filtro dissolver agora apresenta a funcionalidade avançada sensível ao rosto que identifica automaticamente olhos, narizes, bocas e outros traços faciais, tornando mais fácil ajustá-los. Dissolver sensível ao rosto é ótimo para retocar fotos de retrato, criar caricaturas e fazer muito mais. É possível usar dissolver sensível ao rosto como um filtro inteligente em uma edição não destrutiva. Selecione Filtros > dissolver e escolha a ferramenta Rosto () na caixa de diálogo Dissolver.
Olhos

GIF

Nariz

GIF

Boca

GIF

Rosto

GIF

Veja na prática

GIF

Seleção e espaço de máscara
Criar seleções precisas e máscaras no Photoshop agora é mais rápido e fácil do que nunca. Uma nova área de trabalho dedicada ajuda a fazer seleções e máscaras precisas. Use ferramentas como Pincel para refinar borda para separar claramente os elementos do primeiro e do segundo planos e para fazer muito mais.
Para invocar a área de trabalho, clique em Selecionar e mascarar na barra de Opções quando uma ferramenta de seleção está ativada. Opcionalmente, pressione Ctrl+Alt+R (Windows) ou Cmd+Option+R (Mac).
Video Player
00:00
03:00
Buscar fontes semelhantes

GIF


Elimine riscos de identificar determinadas fontes e deixe que o Photoshop CC faça o trabalho árduo para você. Graças à mágica da análise inteligente da imagem, usando apenas uma imagem de uma fonte latina, o Photoshop CC pode usar o aprendizado da máquina para detectar qual é a fonte e fazer a correspondência dela com as fontes licenciadas em seu computador ou no Typekit, sugerindo fontes semelhantes.
Ferramenta Cortar sensível ao Conteúdo
O Photoshop CC agora usa a tecnologia sensível a conteúdo para preencher de forma inteligente as lacunas quando você usa a ferramenta Corte demarcado para girar ou corrigir uma imagem ou expandir sua tela além do tamanho original da imagem.
Ao usar a ferramenta Corte , selecione Sensível a conteúdo na barra de Opções.

GIF

Para mais informações, da uma olhadinha nesses links  com as atualizações de cada aplicativo.
Bem galera, essas foram algumas das atualizações da suíte Adobe Creative Cloud, e o grande sucesso do JOB do JACK. Espero que vocês tenham gostado, compartilhe e ajude-nos, a ir cada dia mais longe.
Um Abraço e Bons Jobs!

Fonte: http://www.designculture.com.br/

VOCÊ PODE “FAZER” O PRÓXIMO LOGOTIPO DO MOZILLA!


Os criadores do Firefox acabam de tornar o logotipo do Mozilla em “open source”, o que permite que a comunidade “crie” o novo logo da organização (que é sem fins lucrativos).

Logotipo do Mozilla

Caso você não saiba, Mozilla é o nome do grupo sem fins lucrativos que criou o Firefox – o segundo navegador mais usado do mundo!
Evidentemente, o grupo não é tão conhecido quanto o navegador, e segundo Tim Murray (o diretor criativo
[que não tem criatividade para criar um logo]), o motivo é que a “marca atual é insuficiente para as comunicações modernas, tendo apenas uma tipografia sem cores.”
E para resolver isso, Murray acredita que o jeito é tornar a identidade “open source” (entre aspas mesmo), pois segundo ele “o design tradicional faz identidades visuais à portas fechadas, saídas das mãos de agências e experts que entregam um projeto já concluído ao público. Uma maneira de projetar que gera muitas críticas na internet“.
E nesse ponto devemos concordar com Murray: infelizmente muitos projetos são feito às escuras e sem mal abordar o público-alvo. Mas esse é um problema de preguiçosos e/ou incompetentes, e não do estudo de design em si.
Porém, se você leu a série “como fazer a melhor marca da sua vida“, esse problema não faz parte da sua vida. Mas continuemos!
logotipo-mozilla-edicao-publica-open-source-firefox-2

Conceito do Mozilla

Mozilla é a combinação de “Mosaic” (primeiro navegador do grupo) e, obviamente, Godzilla.
E agora que precisam de um redesign, dois problemas estão sendo abordados:
  • Fazer um redesign que honre o compromisso da Mozilla com a transparência e colaboração da comunidade.
  • Fazer um redesign que não gere mimimi nas redes sociais.
Por isso o grupo contratou a agência Johnson Banks, que começará fazer o novo logo da Mozilla nesta quarta-feira – e aí vem a definição do grupo de “open source”:
A agência se comunicará diretamente com o público do Mozilla Firefox para pegar feedbacks!
O que é muito interessante, mas uma enorme loucura ao meu ver: centenas de pessoas da comunidade (sendo uma maioria que nem sabe o que é design) dando palpites para o novo logotipo. Qual é o potencial de sucesso disso?
No senso comum (para o qual vou pender), a chance é zero. Mas existe um conceito científico que pode me fazer quebrar a cara: o coletivo é mais eficiente e produtivo que indivíduos.
logotipo-mozilla-edicao-publica-open-source-firefox-3
Um exemplo é um estudo de Francis Galton, um cientista inglês do século 19 que foi a uma feira de gados dar tickets para que as pessoas chutassem o peso de uma vaca.
Evidentemente, a maioria das pessoas errava feio – mas o grupo não!
Após coletar mais de 700 tickets e tirar uma média, descobriu-se que o coletivo errou em apenas uns 4kg – o que é incrível ao considerar que não era um trabalho cooperativo, mas sim de chutes individuais.
E não, de fato não chegaram ao peso correto, mas em termos estatísticos, o resultado é tão aproximado que o erro pode (e deve) ser desconsiderado!
Com isso em mente, agora é só torcer que o conceito da vaca se repita (para não sair uma porcaria)… Mas e você, o que pensa disso?

Fonte: http://www.temporalcerebral.com.br/

[FREE] TIPOGRAFIA BRASILEIRA PREMIADA DISPONÍVEL PARA DOWNLOAD GRATUITO (ROOFTOP)!



Inspirada nas pixações de extensor de Brasília, a Fonte Rooftop recebeu o prêmio Behance Appreciation Award de 2016 – e o seu criador ainda é apenas um estudante :P
Essa tipografia nasceu na matéria Análise Gráfica 1 (
já aguardo pelo prêmio da 2), como projeto doMindú (apelido de graffiti do designer Róbsom Aurélio) – e você pode apreciá-la (e baixá-la) logo abaixo:

O Desafio


Criar uma fonte com as 26 letras do alfabeto, incluindo números – era só isso que ele precisava.
Mas em vez de fazer só mais uma tipografia, Róbsom optou por um tema diferenciado (a pixação de extensor brasiliense), que levantou os seguintes pontos que a premiou:
  • As fontes brasileiras do gênero têm apenas letras maiúsculas.
  • Como é de se esperar, a legibilidade não costuma ser das melhores.
  • A maioria é um tanto limitada, não passando das letras e números básicos.
E assim nasceu a fonte Rooftopuma tipografia completíssima com mais de 200 caracteres, incluindo letras minúsculas, dezenas de glifos e legibilidade para ser usada até mesmo em legendas de filmes!

Conceito

rooftop-tipografia-brasileira-premiada-disponivel-download-4
Suas letras se inspiram na essência das formas mais recorrentes do graffiti brasileiro, aplicando a arte sem sacrificar sua ergonomia (o que é design em sua mais pura forma)!
E assim nasceu a “brasilidade” da fonte Rooftop, que embora ressalte os traços brasilienses, garante que qualquer tupiniquim amante do graffiti possa amá-la!
O tema foi uma oportunidade de levar a pixação a universidade, local demasiadamente elitizado onde nem sempre as vozes da periferia são levadas em consideração.
Além de um protesto contra o elitismo acadêmico, a fonte Rooftop também protesta contra o preconceito contra Brasília, que como o designer expõe:
“É tida por outros como palco de escândalos, não sendo raro pessoas falarem em jogar bombas em Brasília.
O que seria ótimo, se a corrupção política não fosse só um reflexo do povo… mas continuando:

Friamente Calculada

rooftop-tipografia-brasileira-premiada-disponivel-download-6
Por questões de legibilidade, o tipografia foi inspirada nas pixações de rolo fixadas em extensor, que proporciona melhor leitura devido às próprias limitações de movimento (diferente do spray).
O intuito da pixação de extensor é justamente alcançar locais mais altos, o que se reflete em seu nomeRooftop (nome dos graffitis feitos a partir de telhados [onde o spray não funcionaria]).
Outra boa razão para sua escolha é o fato do rolo dar um peso de linha diferente conforme o movimento.
Exemplo: as linhas verticais costumam ser mais largas que as horizontais, por causa do formato do rolinho (retangular), o que dá a ela uma naturalidade semelhante à escrita humanista – cujas formas derivam do movimento da mão do escritor.

Download

rooftop-tipografia-brasileira-premiada-disponivel-download-1
Se inscrevendo nas newsletters abaixo você receberá esta fonte e muito mais!
Mas se você quiser apenas a maravilhosa fonte Rooftop, é só clickar aí e ir ao portfólio do Róbsom!

Fonte: http://www.temporalcerebral.com.br/


Problemas para converter cores na hora do projeto? Seus problemas acabaram!



Hoje, venho partilhar com vocês, um problema que acho que deve ser bem comum entre os criativos, que é colocar todos os padrões cromáticos, do projeto, seja uma campanha publicitária, manual de Identidade Visual e projetos Webs. E sempre me perguntava se existia alguma forma de ter todos esses padrões de uma só vez. Bem, até esses dias não tinha visto nenhuma solução mais definida, temos algumas ferramentas que podemos ter ao nosso favor para ter combinações de cores como:
Enfim. O que me motivou a fazer esse artigo, foi do fato de ter ganhado uma cartela de cores e não poder converte-la, pois é eu ganhei uma cartela de cores de uma colega da faculdade que é mais focada em design de interiores, ela me deu pensando que tinha as escalas em CMYK, eu até fiquei ansioso, mas para a minha decepção não tinha. Que pena! Fiquei com a paleta mesmo assim até conseguir, pois a paleta de cor era de um sistema de cor diferente. Não era pantone, (kk bem que eu queria que fosse *-*) é de uma escala usada pelas tintas Coral, um sistema proprietário (acredito) “Dulux”, que está baseada no sistema de cores de Munsell.
“ O sistema MUNSELL considera os matizes P: roxo: B:blue ou azul , G: Green ou verde, Y: yellow ou amarelo, R: red ou vermelho. Os matizes são representados pelas cores simples (vermelha, amarela, verde, azul, e roxa) e suas combinações, mas para os solos os matizes variam de 10R a 2,5Y; além das cores neutras (G e B).”
A figura abaixo apresenta os matizes na tabela Munsell.
tabela de munsell
Mais informações> Aqui
Contudo, eu estava insatisfeito pois não encontrava uma forma de converter as cores e seus padrões, foi então que fui buscar diretamente no Google pelo código da cor que eu queria converter, e adivinhem? Encontrei uma ferramenta muito top, que pode ajudar todos os Designers e afins (que ainda não sabem) à colocar aquele projeto para andar, chega de depender de Softwares para ir convertendo cor por cor, e que tal se você colocasse um único código e a ferramenta te desses todos os padrões cromáticos e ainda se preocupasse até com variações para pessoas que tem Daltonismo? Seria o Máximo em? E imagina você ter isso como uma enciclopédia de cores? É chega de perguntas!

CONHEÇAM O ENCYCOLORPÉDIA!

Desenvolvido por Martin Gallagher, uma enciclopédia digital completa para usar e abusar e também para que você nomeie as cores com o nome correto. No Encycolorpédia você encontra todos os modos de cores possíveis para se trabalhar:
  • Informação e Transferência de espaço de cores: dá as coordenadas de acordo com os sistemas RGB, Hex, CMYK e Munsell sistema de cor para citar apenas os mais conhecidos
  • Composição Gráfico -Puts representar graficamente as percentagens de cor que compõem os tons escolhidos no sistema RGB, CMYK e RYB
  • Daltonismo Simulação: mostra como uma cortina de cor iria ver a tonalidade escolhida. Tenha em mente o público-alvo e suas características é uma obrigação para cada projeto. Como você pode ver, o rendimento também é diferente dependendo do tipo de daltonismo
  • Patterns, harmonias e combinações: um pouco de “como é que Illustrator, Encycolorpedia calcula e sugere a cor complementar, combinações terciárias e harmônica da cor que você escolheu
  • Nomes cores relacionadas: mostra o tom mais próximo e mais distante para o escolhido para calibrar o efeito de “contraste” ou “tom sobre tom”
  • Gradientes de cor: mostra os diferentes tons de cor escolha indo para branco e, em seguida, para o preto
  • Exemplos HTML e CSS / CSS3: mostra cordas de código a ser usada no projeto para obter efeitos especiais
  • Relacionada Pintura Cor: todas as dicas até para pintores, obter a cor da tinta escolhida para dar um novo “olhar” em sua casa ou no escritório.
Muito top! Bom pessoal essa é uma dica muito valiosa espero que vocês estejam gostando pois tem muita coisa no Encycolorpedia, quando você procura por uma cor, a ferramenta te mostra também em forma de gráficos,
Converti a cor do nosso Cabeçalho olhe no link e veja como ficou #D22D24.
Outro site similar é o E-PAINT.

E não acaba por ai também gostaria de mostrar para vocês algumas ferramentas para daltonismo! Tudo isso para melhorar seus projetos.
ferramenta asada Ferramenta criada pelo Dr. Kazunori Asada 

VISCHECK

É uma simulação em computador de todo o processo da visão humana. O modelo pode ser dividida em três partes. Vischeck é uma forma de mostrar o que as coisas parecem com alguém que é daltônico. Instalação detalhada

COLOR ORACLE

icon48x48

É um simulador de daltonismo livre para Janela, Mac e Linux.


E para finalizar desfrutem de alguns aplicativos de composições e de acessibilidade visual do DR. Assada:

Bem pessoal, por hoje é só, comente aqui dê sua opinião, compartilhe a informação é muito válido para artigos futuros.

Fonte: http://www.designculture.com.br/
← Postagens mais recentes Postagens mais antigas → Página inicial