Start up! Artes Gráficas

Trabalhos feitos por profissionais com + de 10 anos de experiência em artes gráficas!

Principais sites de Notícia do Brasil

Rio Grande do Sul e Vale do Taquari (Lajeado e região)

Canva

O software online que veio para ficar!

Cores

Curiosidades sobre cores

Design Freelancer

Quais as etapas da venda de um projeto

Monitores

Qual o melhor monitor para designer gráfico?

E quando não existia Photoshop?

Veja como eram editadas as fotos

Designer x Arte finalista

Diferença entre Arte finalista e Designer

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

COMO CRIAR ATALHOS E CAIXA DE FERRAMENTAS NO COREL DRAW X6


O CorelDRAW oferece diversas funções e facilita na utilização de recursos que podem ajudar a otimizar o nosso precioso tempo utilizando os atalho e as personalizações de nossas barras de ferramentas, que são os caminhos mais curtos! No tutorial de hoje vamos aprender a colocar teclas de atalho tendo a facilidade com apenas um comando para acessá-la e criar barras de ferramentas personalizadas para que possa encaixa-las no local desejado.

Antes de qualquer procedimento fica a dica de restauração caso perca algum atalho na caixa de ferramentas.
1. Restaurar configurações padrões do corel draw devemos apertar e segurar a tecla F8 e clique em inicialização o corel, mantenha a tecla F8 pressionado até que seja exibida uma janela de opções com a seguinte mensagem “Tem certeza que deseja substituir o espaço de trabalho atual pelo padrão de fábrica?” Clique em sim. Depois disso seu corel draw voltará como se estivesse acabado de ser instalado e com todos os ícones de volta.
2. Agora vamos supor que ao personalizar um ícone você o excluí. Neste caso clique com direito do mouse na barra caixa de ferramentas – personalizar – barra de ferramentas caixa de ferramentas – redefine como padrão. Isso fará com que sua caixa de ferramentas seja restaurada e voltará como se estivesse acabado de ser instalado. Essa restauração é apenas com a barra de ferramentas.
Vamos agora personalizar com teclas de atalho cada ícone na caixa de ferramentas, começando com uma das principais ferramentas que é a “Ferramenta de Seleção” do corel draw.
Comandos na área de trabalho no Corel 1
Veja que em circulo vermelho já temos uma tecla de atalho e veremos como realizar este procedimento agora.
Alguns ícones tem um triangulo e isso nos indica que há outras ferramentas, para isso basta pressionar para que seja aberto o submenu com todas as outras opções.
Bem em cima da ferramenta de seleção clique com direito do mouse depois em personalizar – item da barra de ferramenta – propriedade. Ficando assim;
Comandos na área de trabalho no Corel 2
Em seguida é exibida uma janela de opções onde mostra a caixa de opções e é onde encontramos a nossa ferramenta de seleção como mostro a seguir.
Comandos na área de trabalho no Corel 3
Agora é só selecionar o ícone e ir em teclas de atalho numero 2 e atribuir uma letra. Coloque uma letra em atribuição de atalho, nova tecla de atalho e depois clique em ATRIBUIR.
Confira em teclas de atalho atuais e se estiver tudo certo de um OK.
Este procedimento funciona com qualquer ícone na área de trabalho do corel draw. Veja um pequeno exemplo de atalhos em um conjunto de ferramentas.
Comandos na área de trabalho no Corel 4
Prontinho, agora você pode colocar uma tecla de atalho em qualquer ícone seja ela em Barra de propriedades: Múltiplos objetos ou na Caixa de ferramentas.

 Criando Novas “Caixa de Ferramentas” no CorelDRAW  
Aprendemos como colocar teclas de atalho em qualquer ícone do corel  e agora vamos criar e personalizar a caixa de ferramentas, colocando todos os ícones necessários em um só lugar.

Muita ATENÇÃO agora, porque se errar e excluir o ícone terá de fazer os procedimentos citado no começo da postagem.
O procedimento é simples mais devemos ter cuidados (risos). Algumas opções só são ativas quando são selecionados, por exemplo, texto, soldar, aparar, adicionar perspectiva e assim por diante.
Qualquer um destes ícones poderá ir para sua barra de ferramentas personalizada, mas se estiver ativa. Veja o exemplo.
Comandos na área de trabalho no Corel 5
Como pode ver, essa é uma barra personalizada e a qualquer momento tenho acesso sem precisar ir em menus e submenus.

Sem mais conversa vamos no que interessa.
Escolha qualquer ícone na área de trabalho, SEGURE O Ctrl+Alt deixe pressionado e como esquerdo do mouse clique no ícone e arraste para fora, quando fizer isso vai aparecer um sinal de “+” (mais) então solte na área de trabalho. Automaticamente já cria sua caixa de ferramentas apenas com um ícone.
Depois disso é só ir fazendo o mesmo procedimento e só solte dentro da barra de ferramentas, assim todas ficam juntas em uma barra. Caso solte fora da barra repita o procedimento até que fique no local desejado.
A área de trabalho do corel é como as janelas do Windows que conseguimos move-las e encaixar em determinados lugares. Ficando assim;
Comandos na área de trabalho no Corel 6

Fonte: http://artenocorel.com.br/

COMO COPIAR PROPRIEDADES DE OBJETOS, TRANSFORMAÇÕES E EFEITOS NO COREL DRAW


A dica de hoje é bem interessante onde o CorelDRAW X6 mais o CorelDRAW X7 permite copiar atributos de um objeto para o outro. Podemos copiar as propriedades de objetos, como contorno, preencher e propriedades de texto. É possível copiar transformações de objetos, como dimensionar, girar e posicionar e ainda copiar efeitos aplicados a objetos.

Copiar atributos de um Objeto para o Outro

Vamos supor que você criou um efeito degrade ou outro qualquer e quer que esse mesmo efeito seja aplicado no outro objeto.
copiar_propriedades_no_corel_draw_1
Vamos transferir as mesmas propriedades para o circulo. Para que ocorra a transferência você precisa deixar selecionado o objeto que recebera a aplicação. Ficando assim;
copiar_propriedades_no_corel_draw_2
Agora vamos em, EDITAR – COPIAR PROPRIEDADES DE…

copiar_propriedades_no_corel_draw_3
No momento que clicar em copiar propriedades de… Aparecera uma janela lhe perguntando o procedimento adiante.
copiar_propriedades_no_corel_draw_4
É possível copiar Caneta de contorno, Cor de contorno e Preenchimento. Essa opção ainda lhe da dicas como por exemplo: É possível copiar as de um objeto, arrastando-o sobre outro com botão direto do mouse.

Após pressionar o botão OK, selecione o objeto de onde copiará as propriedades. Marque a opção que lhe atende. Nesse caso vamos marcar a opção PREENCHIMENTO.
copiar_propriedades_no_corel_draw_5
Quando aparecer a seta preta é só clicar em cima do preenchimento para que o nosso circulo obtenha as mesmas propriedades do nosso objeto quadrado. Ficando assim;
copiar_propriedades_no_corel_draw_6
O objetivo deste post é para mostrar que conseguimos em poucos cliques copiar as mesmas propriedades de um objeto para o outro. Ao criar qualquer objeto até mesmo um logotipo, podemos transferir de um para outro sem ter que ficar voltando nas opções e configurando para obter as mesmas cores.

Atalho para Copiar as Propriedades

Agora que você aprendeu que é possível copiar as propriedades de um objeto para outro, que tal poder fazer isso de forma mais rápida?
Para tal, basta você arrastar o objeto com as propriedades a serem copiadas com o botão direito do mouse para o objeto que receberá as propriedades. Ao posicionar o mouse sobre o objeto receptor solte e surgirá o menu de contexto com as opções:
“Copiar preenchimento aqui, Copiar contorno aqui, Copiar todas as propriedades”.
print-cdr-copiar-propriedades

Copiando Efeitos

Para que possamos manter o nosso trabalho o mais prático possível, o CorelDRAW também oferece um recurso para copiarmos os efeitos aplicados em objetos, sem a necessidade de anotar ou retroceder propriedades e opções de cada efeito para assim replicarmos em outros objetos. O procedimento é bastante simples.
Veja abaixo um exemplo com o efeito Contorno. Inicie os procedimentos para aplicação do efeito selecionando o objeto ou os objetos que receberão os efeitos, clique no botão correspondente (no caso efeito Contorno), e na Barra de Propriedades clique no botão Copiar Propriedades de Contorno. A opção mudará de nome de acordo com o efeito selecionado.
Agora, basta clicar no objeto que contém os efeitos desejados e o novo objeto receberá o mesmo efeito com todas as propriedades pré-configuradas.
print-cdr-copiar-propriedades-efeitos
O CorelDRAW oferece bastante recursos para que possamos cada vez mais ter um fluxo de trabalho rápido e prático, e assim nos preocuparmos apenas em deixar a criatividade fluir. Aproveite todas essas dicas e as demais que temos em nosso site para fazer seu trabalho com CorelDRAW cada vez mais prazeroso e melhor.

Fonte: http://artenocorel.com.br/

Como é a clareira de Maze Runner?


1. Entrega mensal
O protagonista, Thomas, foi levado à Clareira no centro do labirinto por meio de um elevador, apelidado por seus novos colegas de Caixa. Ela surge do subsolo uma vez por semana trazendo suprimentos e uma vez por mês com um novo adolescente para se unir ao grupo. É o único contato dos clareanos com o mundo exterior, mas quem tenta usá-lo para fugir é cortado ao meio

2. A árvore
Exclusiva do filme. É uma torre de vigilância de onde pode ser observada toda a Clareira

3. Os jardins
Onde são cultivadas frutas, verduras, legumes, a partir de sementes que vieram na Caixa. O adubo é o bom e velho "plong" (gíria clareana para cocô de animal)

4. Vá para a prisão
Quem viola as regras da Clareira ou representa algum perigo ao grupo vai parar no Amansador. Essa "cadeia" improvisada ganhou esse nome porque também é a parada inicial de quem acabou de chegar pela Caixa. O novo confinado no labirinto passa sua primeira noite nesse ambiente controlado, enquanto se acalma e aceita sua nova (e difícil) realidade

5. Lar abandonado
Os próprios garotos construíram a Sede, com galhos, pedras, palha e tudo o mais que encontraram. Ela deveria servir como abrigo, mas, com o tempo, cada vez menos garotos fazem questão de dormir lá - afinal, quem precisa de teto em um lugar onde nunca chove e a temperatura é sempre agradável? Hoje, ela é utilizada mais como área de socialização
Na hora de tomar decisões importantes, eles se encontram na Sala do Conselho. Nessa pequena sociedade, todos têm direito a voto. A exceção é o Conclave, evento em que só opinam os Encarregados de cada segmento (Socorristas, Corredores, Cozinheiros etc.). No filme, a Sala fica em um canto da Clareira, junto ao muro. Já no livro, ela faz parte da Sede

6. A cozinha
Sempre há um encarregado para armazenar, preparar e servir comida aos colegas. Conta com fogão, micro-ondas e geladeira

7. Campo santo
O cemitério da Clareira foi criado num local afastado e escondido pela vegetação para não deprimir a turma

8. Cartografia express
Alguns jovens são designados para percorrer o labirinto todos os dias, em busca de uma saída. São os Corredores. Quando voltam à Clareira, vão direto para a Casa dos Mapas, onde rapidamente tentam anotar ou desenhar todas as informações que coletaram, antes que se esqueçam. Aqui está acumulado todo o conhecimento do grupo e sua maior chance de voltar para casa

9. O cercado
Nesta minifazenda, são criados porcos, gansos e outros bichos para a alimentação da sociedade. São abatidos no setor ao lado, o sangradouro

10. Um enigma sem fim
Todas as manhãs, quatro portões enormes, no centro das paredes norte, sul, leste e oeste, dão acesso ao labirinto - o grande mistério da sociedade clareana. No livro, seu formato não é definido, mas a equipe do filme estabeleceu um design circular. Seja como for, é gigantesco e parece não ter saída. Além disso, seus corredores mudam de posição toda noite, depois que os portões se fecham, dificultando qualquer tentativa de mapeá-los. Para piorar, eles são vigiados por verdugos, criaturas metade mecânicas, metade biológicas, que têm garras fatais.
Fonte: http://mundoestranho.abril.com.br/

Site identifica a origem dos sobrenomes, onde ele é mais popular e quantos têm igual ao seu no mundo


No Brasil, o sobrenome mais comum é Silva

Você sabe quais são os sobrenomes mais populares do Brasil? A partir de dados coletados em vários países, o site Forebears mostra onde estão agrupadas o maior número de pessoas que têm em comum o último nome.

É simples descobrir. Escreva o seu sobrenome na busca do site e procure. Logo depois, abrirá uma nova página onde aparecerá o número de pessoas que compartilham o mesmo resultado. Além disso, aparece o país no qual o último nome é mais popular e onde o número de habitantes tem a maior incidência.

Existe uma opção de saber outros países onde o seu sobrenome também é popular. Basta clicar ele que você será redirecionado para uma nova página, com dados mais específicos.

Segundo a pesquisa no site, os cinco sobrenomes mais comuns no Brasil são Silva, Santos, Oliveira,  Souza e Rodrigues.

Silva, o grande campeão, está presente em mais de cinco milhões de sobrenomes dos brasileiros. Com a incrível frequência de 1 a cada 40 sobrenomes no país.

Ficou curioso? Faça o teste.

Fonte: http://diariogaucho.clicrbs.com.br/

terça-feira, 10 de novembro de 2015

TUTORIAL: DESINTEGRAÇÃO NO PHOTOSHOP


Olá criativos, tudo bem? Hoje eu vou compartilhar mais um super tutorial no Photoshop. Desta vez falo sobre um efeito antigo já, mas que muitos criativos tem dúvidas de como fazer: desintegração. Sim, aqueles efeitos legais que tem por ai na internet. Um dos pontos que é importante deixar claro é que é uma introdução a técnica e que o resultado vai depender do refinamento.
1 – Escolhendo a imagem
Como sempre, vamos definir a imagem que iremos trabalhar. Antes de mais nada, a imagem base será o contexto dos efeitos que iremos aplicar. No meu caso, eu usei uma foto que baixei no site do www.depositphotos.com.
0
Vou criar um arquivo 2000 x 2000px com 150 dpi. Mesmo a imagem vindo em alta resolução o arquivo não irá ficar pesado.
1
2 – Extraindo o fundo
Feito isso vamos começar a trabalhar na imagem. Vamos retirar a mulher do fundo para que o efeito seja eficaz. Selecionando o corpo, vamos deixar o cabelo com uma margem maior, pois com a Pen tool (P) não ficará perfeito.
2
3
Como o cabelo é mais trabalhoso para extrair, eu optei pelo recurso Image > Calculations e selecionei os canais de Azul com Multiply selecionado.
45
Neste passo, vou trabalhar para extrair o fundo do cabelo usando a Dodge e Burn tool, para clarear e escurecer a área a ser extraída.
6
Feito isso, vamos clicar na aba Channels (Canais) e selecionar o canal Alpha usando o cmd / ctrl + clickpara criar uma seleção a partir desse canal. Depois vamos selecionar a camada RGB para mostrar todos os canais e apagar a sobra do cabelo. Teremos esse resultado:
7
Note, que ainda tem um pouco de verde. Neste caso, como a imagem de fundo será verde também, não existe a necessidade de deixar perfeito, mas vamos trabalhar pra que fique o mais isolado possível. Ainda com a seleção, use a Eraser tool (E) para apagar o restante e ter a imagem isolada. Teremos esse resultado:
8
3 – Aplicando o efeito
Com a imagem isolada, vamos trabalhar o efeito. Primeiro, vamos pensar qual efeito querermos e buscar essa referência. Neste caso, eu quero um efeito de pó ou de terra para aplicar. No site dowww.depositphotos.com, eu busquei uma imagem que me permite ter esse aspecto e que não seja complicado extrair para a aplicação.
9
Com a imagem escolhida, vamos inverter as cores para criar o Brush (pincel) a partir desta imagem. Primeiro vamos inverter as cores usando cmd / ctrl + I ou Image > Adjustments > Invert.
10
Feito isso, precisamos extrair o fundo desta imagem para criar o Brush que iremos aplicar. Vamos emSelect > Color Range e selecionar na caixa de diálogo, a configuração Fuzziness em 12 e clicar no branco do fundo. Isso fará que criemos uma seleção a partir das cores que não queremos utilizar. Clique em OK.
1112
Agora temos a imagem isolada. Este processo poderia ser feito também com o recurso Calculations, mas com o Color Range, o processo se torna mais rápido. Feito isso vamos criar o brush a partir desta imagem. Para isso, clique em Edit > Define Brush Preset para criar o brush. É importante lembrar que se a sua imagem possuir mais de 2500px de tamanho ele não habilitará para criação do brush. Você pode diminuir a imagem para este tamanho para criar o efeito.
13
14
Com o brush criado, vamos aplicar na imagem. Selecione a Brush tool e comece a testar as possibilidades de efeitos. No meu caso, eu começo primeiro com o efeito sobreposto para depois ocultar as partes do corpo para que a fusão aconteça.
15
Com o próprio brush, vamos criar as variações para que o efeito não pareça igual pra tudo. Portanto, vamos explorar as variações da ferramenta e tamanhos diferentes. No meu caso eu comecei a brincar com os efeitos criando máscaras e novas camadas.
16
Note que eu uso o próprio brush em ângulos diferentes para ocultar o efeito e começar a modelar para que fique natural. Continuando, vamos brincar com as possibilidades e criatividade de cada um. Aqui já começo a ocultar o corpo para mesclar os efeitos. Com o próprio brush, crie uma máscara de camada no corpo e comece a ocultá-lo.
17
Como não temos somente preto na imagem como cor, vamos explorar o efeito com cor diferente para aplicar no braço da modelo. É importante lembrar que esses detalhes darão mais realismo para a composição. Utilize o Eyerdrop (conta-gotas) ou I no atalho para selecionar a cor do braço dela. Crie uma nova camada, diminua o tamanho do brush com o colchete do teclado [ e pinte com o brush que criamos para aplicar um novo efeito. Teremos esse resultado:
18
Continuando o processo, vá ocultando as bordas do efeito para deixá-lo mais natural e a composição ganhar vida. Também, faça o mesmo processo no corpo da modelo para deixar a fusão mais nítida.
19
Aqui, também trabalharemos com o mesmo efeito na parte debaixo do corpo dela. O processo é o mesmo:
20
A esta altura teremos o resultado assim:
21
Para finalizarmos o trabalho, vamos manter a mesma estrutura da imagem original. Agrupe as camadas e crie uma nova abaixo do grupo. Oculte o grupo e crie um background similar da imagem original usando brushes de cor verde de branco selecionando a Eyerdrop tool. Depois aplicaremos um filtro de blur emFilter > Blur > Gaussian Blur com 132px aproximadamente para desfocar o fundo e ficar mais natural.
22
23
Habilite a visualização do grupo e veja como ficou o resultado.
24
Feito isso, temos o trabalho concluído. Eu fiz alguns ajustes como cortar a imagem para um melhor enquadramento. Também revisei alguns pontos no efeito e ocultei para melhorar a qualidade do resultado. Este é o resultado:
25
Relembrando que este processo é uma técnica que serve como base pra outras ideias como efeitos de água, fogo, fumaça, etc…
Este foi um tutorial de introdução para se criar diferentes composições e explorar os recursos do software. Recomendo dois ótimos sites para estudo de Photoshop como o Photoshop Roadmap e DesignTuts+.
Se você gostou ou tem algo a compartilhar, fique a vontade.
Fonte: http://www.designculture.com.br/

TUTORIAL: APRENDA A CRIAR SANGUE REALISTA NO PHOTOSHOP


Se você deseja recriar o efeito usando a mesma imagem, pode encontrá-la aqui para download.
Neste post nós vamos ver as configurações para criar um pincel para desenhar sangue ou um ferimento para suas fotos de Dia das Bruxas. As configurações aqui são um ponto de partida e você pode desejar ajustar uma coisa ou outra de acordo com a sua proposta.

COR

Selecione a cor do sangue, algo próximo de #710512 pode servir bem.
sangue1

MESCLE

Escolha a ferramenta pincel e no menu de contexto escolha o Modo de Mesclagem de Multiplicação:
sangue2
Dinâmicas de Pincel
No menu escolha Pincel ou pressione F5 para abrir o painel de pinceis:
sangue3
Fonte: http://www.designculture.com.br/
← Postagens mais recentes Postagens mais antigas → Página inicial