Start up! Artes Gráficas

Trabalhos feitos por profissionais com + de 10 anos de experiência em artes gráficas!

Principais sites de Notícia do Brasil

Rio Grande do Sul e Vale do Taquari (Lajeado e região)

Canva

O software online que veio para ficar!

Cores

Curiosidades sobre cores

Design Freelancer

Quais as etapas da venda de um projeto

Monitores

Qual o melhor monitor para designer gráfico?

E quando não existia Photoshop?

Veja como eram editadas as fotos

Designer x Arte finalista

Diferença entre Arte finalista e Designer

quarta-feira, 13 de maio de 2015

Avião é montado com mais de mil peças impressas em 3D


Um avião com peças impressas em 3D é a grande novidade da aviação. É o novo Airbus A350 XWB, que teve mais de mil componentes produzidos com a tecnologia. A empresa americana-israelense Stratasys foi a responsável pela produção e divulgou uma série de detalhes do processo nesta semana.

O processo foi todo supervisionado pela Airbus, fabricante do avião, para que houvesse a certeza de que a utilização destas peças não fosse prejudicial à aeronave. O trabalho não é recente e a certificação começou em 2013. Tudo foi feito usando uma resina especial e já aprovada pela companhia após muitos testes.

“Do que eu posso me lembrar, é algo inédito em escala. Historicamente, partes impressas em 3D haviam sido usadas em aviões militares e não em jatos comerciais de passageiros”, disse James Woodcock, especialista em impressão 3D da Rapid News, à rede britânica BBC.

Utilizando sistemas de produção FDM 3D, a Stratasys conseguiu fazer mais de mil peças para utilizar na primeira aeronave A350 XWB, que foi lançada ainda em dezembro do ano passado. Elas substituíram peças fabricadas tradicionalmente, aumentando a flexibilidade da produção e tornando mais rápida a criação do avião.
“As companhias têm uma visão de aplicar tecnologias inovadoras para desenhar e fabricar benefícios realmente inovadores. Nossas soluções produzem partes complexas em demanda. A Stratasys está ansiosa para usar esta e outras vantagens em colaborações com a Airbus”, afirmou Dan Yalon, vice-presidente executivo da Stratasys.
Os primeiros aviões com a tecnologia foram entregues no final de 2014 e agora eles podem ser utilizados em voos de linhas aéreas como Finnair e Qatar Airways.
Fonte: http://www.techtudo.com.br/
← Postagens mais recentes Postagens mais antigas → Página inicial