quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Como é a clareira de Maze Runner?


1. Entrega mensal
O protagonista, Thomas, foi levado à Clareira no centro do labirinto por meio de um elevador, apelidado por seus novos colegas de Caixa. Ela surge do subsolo uma vez por semana trazendo suprimentos e uma vez por mês com um novo adolescente para se unir ao grupo. É o único contato dos clareanos com o mundo exterior, mas quem tenta usá-lo para fugir é cortado ao meio

2. A árvore
Exclusiva do filme. É uma torre de vigilância de onde pode ser observada toda a Clareira

3. Os jardins
Onde são cultivadas frutas, verduras, legumes, a partir de sementes que vieram na Caixa. O adubo é o bom e velho "plong" (gíria clareana para cocô de animal)

4. Vá para a prisão
Quem viola as regras da Clareira ou representa algum perigo ao grupo vai parar no Amansador. Essa "cadeia" improvisada ganhou esse nome porque também é a parada inicial de quem acabou de chegar pela Caixa. O novo confinado no labirinto passa sua primeira noite nesse ambiente controlado, enquanto se acalma e aceita sua nova (e difícil) realidade

5. Lar abandonado
Os próprios garotos construíram a Sede, com galhos, pedras, palha e tudo o mais que encontraram. Ela deveria servir como abrigo, mas, com o tempo, cada vez menos garotos fazem questão de dormir lá - afinal, quem precisa de teto em um lugar onde nunca chove e a temperatura é sempre agradável? Hoje, ela é utilizada mais como área de socialização
Na hora de tomar decisões importantes, eles se encontram na Sala do Conselho. Nessa pequena sociedade, todos têm direito a voto. A exceção é o Conclave, evento em que só opinam os Encarregados de cada segmento (Socorristas, Corredores, Cozinheiros etc.). No filme, a Sala fica em um canto da Clareira, junto ao muro. Já no livro, ela faz parte da Sede

6. A cozinha
Sempre há um encarregado para armazenar, preparar e servir comida aos colegas. Conta com fogão, micro-ondas e geladeira

7. Campo santo
O cemitério da Clareira foi criado num local afastado e escondido pela vegetação para não deprimir a turma

8. Cartografia express
Alguns jovens são designados para percorrer o labirinto todos os dias, em busca de uma saída. São os Corredores. Quando voltam à Clareira, vão direto para a Casa dos Mapas, onde rapidamente tentam anotar ou desenhar todas as informações que coletaram, antes que se esqueçam. Aqui está acumulado todo o conhecimento do grupo e sua maior chance de voltar para casa

9. O cercado
Nesta minifazenda, são criados porcos, gansos e outros bichos para a alimentação da sociedade. São abatidos no setor ao lado, o sangradouro

10. Um enigma sem fim
Todas as manhãs, quatro portões enormes, no centro das paredes norte, sul, leste e oeste, dão acesso ao labirinto - o grande mistério da sociedade clareana. No livro, seu formato não é definido, mas a equipe do filme estabeleceu um design circular. Seja como for, é gigantesco e parece não ter saída. Além disso, seus corredores mudam de posição toda noite, depois que os portões se fecham, dificultando qualquer tentativa de mapeá-los. Para piorar, eles são vigiados por verdugos, criaturas metade mecânicas, metade biológicas, que têm garras fatais.
Fonte: http://mundoestranho.abril.com.br/
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário