quarta-feira, 30 de setembro de 2015

7 fobias proibidas para designers


Se você tivesse uma dessas fobias você conseguiria ser um designer? Provavelmente não…
Grande parte das pessoas tem fobia à alguma coisa. Seja das mais clássicas, como a aracnofobia (fobia a aranhas), até mais específicas como a onfalofobia (medo pavoroso de tocar ou até mesmo olhar o umbigo), alguns destes medos costumam prejudicar a rotina e a interação social.
Mas já imaginou se você, que gosta de Design, ilustração ou artes tivesse um pavor absurdo de cores, por exemplo? Ou não conseguisse utilizar um computador? Como seria a sua vida?
Por isso, elaborei uma listinha caprichada e nada fofa, com algumas fobias que impediriam você de se tornar um designer. Pelo menos até conseguir se tratar.

1. Cromatofobia (ou cromofobia)

fobias-cromo
Imagem via Shutterstock
“Croma” vem do grego “Chróma”, que significa cor. Quem é acometido deste mal, tem um medo insconsciente de certas tonalidades ou de algo muito colorido. Alguns sintomas incluem falta de ar, náuseas, tontura e pressão alta.

2. Ciberfobia

fobias-computador
Imagem via Shutterstock
Diferente da tecnofobia, que é a ansiedade ou o medo de que a tecnologia cause efeitos negativos irreversíveis na vida, a ciberfobia se concentra na paranoia a respeito de computadores. A repulsa pode chegar ao nível físico, o que quer dizer que chegar perto de um computador pode ser um problema bem sério. Se fosse em algumas décadas passadas, talvez fosse possível ser um designer ou diretor de arte sem a ajuda de um PC ou Mac. Mas hoje em dia…

3. Ideofobia

fobias-ideia
Imagem via Shutterstock
Exatamente o que parece. Medo ou desconfianças das ideias. Nesse caso, fica complicado até mesmo pegar um briefing.

4. Simbolofobia

fobias-simbolos
Imagem via Shutterstock
Medo de símbolos. Não mostre o sistema ISOTYPE a quem tem este problema.

5. Simmetrofobia / Assimetrofobia

fobias-simetria
Imagem via Shutterstock
Se duas pessoas que tiverem tais fobias trabalharem juntas, pode dar certo. Quem sofre de Simmetrofobia tem pavor de organizações simétricas. Já quem sofre de Assimetrofobia, sente-mal com o contrário.

6. Papirofobia

fobias-papel
Imagem via Shutterstock
Um medo irracional de papel. Como não existe nada melhor do que um velho papel e lápis para rabiscar ideias, o jeito seria substituir por um tablet ou até mesmo um quadro negro.
Mas o caso pode ser menos grave. Existem diferentes formas de papirofobia. Entre elas, o medo do papel branco, sem nada escrito (ok, um papel vazio durante um bloqueio de ideia não é bom, mas você pode ver algumas dicas para vencer o bloqueio aqui), ou o temor de uma folhinha amassada ou rasgada, ou de certos tamanhos de papel.

7. Cronofobia

fobias-relogios
Imagem via Shutterstock
O medo da passagem do tempo. Comum em pessoas reclusas que vêem o tempo passar com lentidão, ou em idosos, que temem que o tempo de vida acabe rápido, também pode ser comum em pessoas altamente atarefadas ou estressadas, que têm medo de que o tempo não suporte a quantidade de tarefas. Trabalhar com um prazo definido, a famosa deadline, pode ser mais perturbador para estas pessoas, causando arritmia cardíaca, ansiedade e pressão alta.
De qualquer forma, não é impossível que um indivíduo com alguma destas patologias se torne um designer, um diretor de arte, um ilustrador, ou qualquer outra atividade, já que existem profissionais responsáveis por ajudar no tratamento de distúrbios como as fobias. Mas se nada for feito, fica realmente complicado.
Fonte:http://www.cutedrop.com.br/
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário