quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Currículo inspirador de Cris Duarte

Cris Duarte é designer e diretor de arte, já possui 15 anos de experiência como profissional, já viajou pela Europa, e está sempre buscando novas formas de explorar suas habilidades com diferentes ferramentas.









“Gosto de criar conceito para tudo, foi assim que eu aprendi a trabalhar e gostar cada vez mais da arte do designer e da propaganda criativa. Quando eu crio um logo, eu dou preferência em desenhar de fato a marca ou a tipologia, ao invés de recorrer ao banco de fontes”. (Cris Duarte) 

A idéia para desenvolver o seu currículo em uma caixa de leite veio durante uma pesquisa sobre outras embalagens, entretanto ele não parou por aí, e resolveu pôr a idéia em prática.
Eu fiquei durante três dias pesquisando sobre embalagens de bebidas alcoólicas, e vi muita coisa bacana, garrafas com belo design e sofisticação. Foi aí que tudo começou, o cérebro ficou registrando a informação ”embalagem” e a idéia veio num clik. E se eu fosse um produto na prateleira, como eu me venderia? Então veio o pensamento com conceito, é claro: Do que eu gosto e sempre tomei desde pequeno: Leite. Um amigo da agência onde trabalho criou o 3D, e então consegui uma peça bem bacana e mostrar as principais informações.

Através de análises em relação à composição do leite e de outros produtos alimentícios, Cris Duarte procurou ‘vitaminas e ingredientes’ que colaborassem com as informações que pretendia divulgar, como idiomas falados, anos de experiência, idade e demais dados pertinentes a um diretor de arte. As ferramentas utilizadas na criação do currículo foram: lápis e papel (para esboçar a caixa), e programas como Photoshop e Illustrator.
Por fim, Cris Duarte compartilha conosco um pouco mais de sua experiência:

Um diretor de arte está sempre em movimento e em constante trabalho de criação, muitas vezes fora do ambiente ”trabalho”. Lembro de uma experiência passando férias em Paris, em que consegui convencer um francês que não falava inglês, e eu muito menos francês; que ele precisava de um logo. O resultado foi um abraço e um beijo no rosto rsrsr seguido de um ”walaaaa magnific” um figuraça, o Sr. Gérard. E é o q sempre digo, a linguagem da comunicação criativa é muda, você não precisa dizer nada”.

Fonte: http://designinspirador.com.br/
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário