sexta-feira, 18 de julho de 2014

Os 6 maiores mitos do design de apresentações

SOAP, uma das maiores agências especializadas em apresentações corporativas, convidou a equipe do Choco para acompanhar o workshop “Super Visual” com técnicas para criação de apresentações visualmente atraentes.  Através de storytelling, criações visuais de impacto e treinamentos de apresentações, a consultoria reúne em seu portfólio clientes como Globo.com, Santos FC, Mapfre Seguros, Editora Abril, Coca-Cola, Sabesp, entre outros.
Para os leitores do Choco, a SOAP enviou um texto bem bacana sobre alguns mitos e clichês do design de apresentações que a empresa trabalha contra. O design é uma grande ferramenta para engajar as audiências durante as apresentações e o resultado por vezes tem ligação direta com o visual dos slides. Confira abaixo seis dicas que a consultoria nos apresentou.

1. Tudo que você for dizer precisa estar nos slides.

Imagem cedida pela SOAP
Imagem cedida pela SOAP
E o pior, até o que você não vai dizer deve estar nos slides. O famoso “não vou ter tempo de falar sobre, mas vou colocar alguns gráficos interessantes na tela”. O que acontece quando você faz isso? A audiência começa a ler a informação dos slides, se questionar quando você vai falar sobre esse gráfico e pensar sobre tudo menos o que mais importa: o que você está dizendo.
O visual das apresentações vai ajudar o apresentador a guiar o olhar e o pensamento do público, ressaltando e fixando o conhecimento que importa para ele. Não é necessário ter um bullet pointpara cada frase que você disser. Estruture a informação da página para que o usuário possa escanear superficialmente o conteúdo apresentado de maneira clara e objetiva e pense em maneiras de destacar os pontos chaves. Simplify!

2. Você precisa de um slide por assunto.

Disponível em: http://slideplayer.us/slide/5585/
Disponível em: http://slideplayer.us/slide/5585/
O velho mito de que para fazer uma apresentação mais rápida e interessante você deve limitar o número de slides por assunto. E o que acontece? O apresentador lota o slide com todas as informações sobre aquele assunto e passa 10 minutos apresentando o mesmo.
Os slides não devem escravizar você em sua apresentação. A relação entre quantidade de slides e tempo de apresentação depende exclusivamente da quantidade de mensagens visuais que o apresentador quer passar e do ritmo que pretende dar a essas mudanças visuais. Use os slides para ajudar a sua apresentação, não atrapalhar. Quem controla a apresentação é o apresentador, e não o PowerPoint.

3. Espaço em branco é desperdício.

Imagem cedida pela SOAP
Imagem cedida pela SOAP
Muitas vezes é difícil convencer alguém de deixar espaços vazios em um slide, já que existe o mito que deixar espaços abertos demonstra uma falta de conteúdo. Mas não criar estas áreas de respiro no slide pode prejudicar sua apresentação.
Mais espaços em branco, criando áreas de respiro em volta de textos por exemplo, ajudam a tornar a leitura mais confortável para o usuário e focar no que você quer que ele foque. O cérebro humano naturalmente busca padrões e alinhamentos e, por isso, é interessante distribuir os elementos no slide de maneira alinhada. O conteúdo apresentado também passa mais credibilidade e se torna mais elegante quando temos uma melhor distribuição.

4. Você pode usar a mesma apresentação para diferentes públicos.

Imagem cedida pela SOAP
Imagem cedida pela SOAP
Imagem cedida pela SOAP
A primeira fase no planejamento da apresentação é o entendimento de qual é o objetivo daquela apresentação, qual a mensagem que deve ficar ao final, quais as características do público alvo, tempo de apresentação, estilo da apresentação.
A criação da identidade visual de uma apresentação depende muito desse contexto. Tanto uma linha mestre de design quanto ilustrações para cada slide devem ser criadas de forma unida com o roteiro. Assim, uma apresentação para um público diferente terá um objetivo diferente, roteiro diferente e será melhor aproveitada se adaptar também o design para atingir esse público. Acima você percebe dois slides com identidades visuais diferentes, conforme o público da apresentação.

5. Você tem que colocar o logo em todos os slides.

Dica 5.1
Imagem cedida pela SOAP
Imagem cedida pela SOAP
Imagem cedida pela SOAP
Muitos conceitos são tão automáticos que as pessoas não param para pensar no que eles significam. Por que você precisar colocar o logo da sua empresa, e em alguns casos, do seu cliente também, em todos os slides?
O logo é necessário quando você quer reforçar aquela imagem para a sua audiência ou quando há o risco das pessoas esqueceram com quem estão falando, como por exemplo, em uma concorrência com muitas apresentações de diferentes empresas. Assim, se a apresentação não tem o objetivo de mostrar uma nova identidade visual, e você não está vendendo a empresa para um cliente que a desconhece, você precisa mesmo usar o logo?
Por exemplo, uma apresentação de vendas para uma equipe interna não precisa ter o logo da empresa em todos os slides. Todos sabem onde trabalham e do que a apresentação se trata. O logo apenas ocupa espaço no slide que pode ser usado para outras imagens e conteúdo. Na imagem acima, por exemplo, a apresentação tinha fins internos, portanto não necessitava que a marca aparecesse sempre.

6. Aparência é tudo.


Disponível em: http://pt.slideshare.net/lific/131-tips-to-reduce-presentation-anxiety-by-orsnemes?ref=http://tweakyourslides.wordpress.com/tag/slideshare/

Dica 6.2

Disponível em: http://pt.slideshare.net/lific/131-tips-to-reduce-presentation-anxiety-by-orsnemes?ref=http://tweakyourslides.wordpress.com/tag/slideshare/

Apesar dos 5 mitos acima estarem ligados diretamente ao visual de uma apresentação, é importante ressaltar que não importa o quão bonita sua apresentação possa ser, sem uma inteligência por trás da beleza ela é simplesmente “mais um rostinho bonito de Hollywood”.
A estética em uma apresentação serve principalmente para cativar e prender a atenção da sua audiência em um primeiro momento. Mas se o seu conteúdo, a sua história e a sua performance como apresentador não seguir o mesmo nível de dedicação no desenvolvimento, a atenção conquistada pela estética logo se perderá entre uma história enfadonha e um apresentador monótono.
E da mesma maneira acontece ao contrário. Podemos ter uma história muito bem elaborada, mas dificilmente a audiência dará o devido valor à ela se não tiver aquele visual que chame a atenção e demonstre o profissionalismo no material apresentado. Você pode tornar um gráfico muito mais impactante e relevante com uma forma diferenciada ou então destacar o que é importante em um slide cheio de texto com uma diagramação bem feita.
Quanto mais preciosas forem as mensagens verbais e visuais, melhor será a qualidade do entendimento das mensagens transmitidas. A mente humana costuma funcionar melhor quando o emocional é ligado ao racional ou seja, em apresentações isso quer dizer que quando você une uma imagem ao texto, a chance de absorção do conteúdo é muito maior.
Assim, o conteúdo funciona bem sozinho, mas funciona muito melhor quando alinhado ao visual. Isso é o design de uma boa apresentação. É trazer a solução estética aliada à inteligência do conteúdo. Ter os dois caminhando juntos é o que garante o impacto da sua apresentação e realmente faz uma apresentação no estado da arte.
Fonte: http://chocoladesign.com/
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário