terça-feira, 1 de julho de 2014

Coisas que a faculdade de design não vai te ensinar

Faculdade de design é um mundo interessante. Ao mesmo tempo em que você aprende técnicas incríveis, também perde meses estudando formas geométricas e cores primárias. E no final de todo esse percurso é arremessado no mercado de trabalho. Pois bem, aí estão 4 coisas que a faculdade de design não vai te ensinar.

Não existe tempo fora da faculdade

Você é daqueles que passou 6 meses fazendo o TCC e reclamou que não deu tempo de fazer direito? Na vida real você vai fazer projetos muito mais complexos do que um TCC em questão de semanas.
A grande diferença é que na faculdade eles atrasam a sua vida com exigências acadêmicas. No trabalho, a sua preocupação será sempre mais prática.
Esqueça o seu hábito de perder 3 dias editando a capa dos seus projetos. No trabalho você vai ter que fazer 3 capas em 1 dia. Para quem trabalha direito, existe um fluxo constante de projetos e muita demanda. O que falta é tempo para conseguir fazer tudo com calma.

Notas não significam nada

No meu terceiro ano de faculdade tive que fazer um Plano de Marketing. Aproveitei e usei o plano que eu tinha feito para a empresa onde trabalhava. Ajustei o documento para os padrões do curso e entreguei para o professor. Na outra semana ele me chamou e me deu uma bronca, pois o meu trabalho não estava bom.
Nem perdi tempo discutindo com ele. Voltei para casa e em 2 horas fiz um Plano de Marketing básico, cheio de gráficos e termos copiados do material. Ficou totalmente acadêmico, mas não tinha nenhum valor prático. Acho que tirei 9 nesse projeto.
A ironia é que o primeiro Plano de Marketing que eu entreguei estava sendo usado de verdade e tinha gerado um crescimento de mais de 150% nas vendas da empresa! Era um Plano de Marketing sólido, bem completo e prático. Mas não era o que a faculdade exigia dos alunos.
Infelizmente muitos cursos focam apenas no lado acadêmico e esquecem de levar em conta as exigências do mercado. Por isso que as notas que você tira na faculdade não significam muita coisa na vida real.

Ninguém te ensina a usar as ferramentas certas

A faculdade não vai ensinar você a trabalhar com o Photoshop, Illustrator, Maya ou a pintar com aquarela. Provavelmente você terá aulas básicas, mas para ser fluente nessas ferramentas você terá que investir em cursos ou tutoriais.
Essa é uma das maiores dificuldades dos recém formados. Para trabalhar com design, você precisa dominar as ferramentas da sua área. Se vai trabalhar com design gráfico deve ser no mínimo um expert em Photoshop, Illustrator e inDesign. Quer ir para a área de vídeo? Aprenda After Effects, Final Cut ou Cinema 4D.
É impressionante quantos arquitetos se formam com conhecimento básico de AutoCad. E também quantos designers se formam sem saber criar Actions no Photoshop. Fora os 99% dos designers que simplesmente não sabem desenhar (mas isso é assunto para outro artigo)…
Esse não é um defeito da faculdade. No seu curso eles vão ensinar de forma ampla como ser um designer, mas cabe a você se estudar as ferramentas que prefere.

Existem milhares de carreiras em design

Aproveitando o tema anterior, mais um item que a faculdade não ensina é como se especializar. Faculdade de design geralmente forma designer gráfico – aquele cara multi-uso que sabe de tudo um pouco, mas que não se destaca em nada.
Você sabia que existem designers ganhando muito dinheiro criando ambientes para feiras e eventos? Ou fazendo rascunhos o dia inteiro para concept art? Design é uma área ampla, como arquitetura ou medicina. Existem infinitas carreiras que você pode escolher, como estes exemplos:
  • Fashion/Moda: você pode trabalhar com criação de estampas (design gráfico e ilustração) ou criação de produtos como mochilas, carteiras e óculos. Conheço um designer que se especializou em bermudas de surf.
  • Embalagemdesign de embalagem (do produto em si, em 3D) ou apenas criação de rótulos (que envolve somente a parte gráfica).
  • Tipografia/Caligrafia: existe um mercado grande para tipografia em blogs, revistas e embalagens. Alguns produtores de vídeo se especializaram em criar animações de texto. E também existem designers que trabalham apenas criando fontes, logos e textos customizados.
  • Web/Mobile: uma das áreas que mais cresceu nos últimos anos é UX, ou User Experience, que envolve estudar como os usuários interagem com os sites e aplicativos. Nessa área os Designers de Interface trabalham criando telas, botões, transições e formas de interagir com o sistema.
  • Infográficos/Data Visualization: mais uma área que disparou, tanto para impressão quanto para web e vídeo. A visualização de informações se torna cada vez mais importante – e cabe aos designers transformar os dados em algo fácil de interpretar.
Fonte: http://www.designerd.com.br/
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário